Avançar para o conteúdo principal

#vaificartudobem

Esta é sem dúvida a frase que mais ouvimos nos últimos tempos, a verdade é que me tenho pegado a ela e a esta mania bonita que eu tenho em acreditar em finais felizes. Não vos vou dizer que tem sido fácil, pois estaria a mentir, durante o dia tudo parece bem, mas é na escuridão da noite que me apetece chorar, que o meu coração parece ter um nó, a minha respiração fica mais rápida, e é uma angustia não saber quando tudo isto vai passar. Tenho saudades de abraçar as minhas pessoas luz, tenho saudades de dar beijinhos, tenho saudades de andar livremente por aí a conhecer tudo sem nada me impedir, tenho saudades de ouvir as pessoas na rua, tenho saudades do meu café numa bela esplanada, tenho saudades de ver o corre corre do dia a dia, saudades de olhar e simplesmente sorrir por quem passa por mim, saudades de sair e de ver pessoas, essas mesmas pessoas que tão livremente vivem por aí... saudades de ir para o trabalho  e estar perto das minhas colegas, saudades de simplesmente querer sair e ir sem medo, hoje em dia sair de casa é um medo constante (a máscara, as luvas, o álcool, pensar em tudo) , os olhares são mais direccionados para o chão, deixou se de dizer bom dia, as pessoas não se olham nos olhos, tem medo de se tocar umas nas outras, viram as  costas, mudam de passeio... quando é que tudo voltará à normalidade? quando?
Por outro lado eu tenho a sorte de poder estar em casa,  já os profissionais de saúde, os que estão na linha da frente a combater este vírus maldito lá andam exaustos, longe da família, os lojistas e agricultores continuam a trabalhar para que nada nos falte em casa, quem tem pequenas empresas neste momento viraram malabaristas para conseguirem continuar a ter as contas em dia, os camionistas, os policias e mais umas quantas pessoas que não podem estar em casa. A todos vocês o meu eterno OBRIGADA. No meio de toda esta confusão a solidariedade que se vê também me comove.  Aproxima-se a Páscoa, uma época festiva de união da família e este ano, vai ter tudo menos a família reunida à volta da mesa... vai passar é assim que temos que pensar... Mas não é este pensamento que me tira as saudades, as saudades que tenho de andar pelas ruas e ruelas, das cidades, vilas e aldeias, pelos caminhos dos campos. Por mim, por ti, e por todos nós #ficaemcasa e juntos vamos ultrapassar toda esta tragédia. Na minha cabeça só penso que cada dia é menos um que estamos em casa e é assim mesmo temos que ir arranjando estratégias para doer menos tudo isto. Hoje será o vigésimo terceiro dia que estou em casa, e custa, custa muito eu sou uma pessoa de rua, sempre fui mas sei que tudo isto é um esforço para o meu bem e de todos por isso estamos juntos. 

Um beijinho grande nos vossos corações

Ana Rita Sousa 




Peguei na ideia da querida violeta cor de rosa em conjunto com a Mo e fiz também a minha t-shirt do arco íris se não souberem do que estou a falar cliquem aqui.














Comentários

Mensagens populares deste blogue

1 ano... A Festa do Peter Rabbit

 Já fez um mês que aconteceu a festa mais bonita dos últimos tempos. Sim festa, uma festa pequenina, familiar e com todas as precauções necessárias. O meu príncipe Gil, o meu afilhado tem a sorte de ter uma madrinha apaixonada por decorações de eventos e que lhe preparou com todo o amor e carinho, com a ajuda da mãe e da tia a festa mais linda com o tema do Peter Rabbit.  A decoração superou todas as espectativas, ficou tudo lindo, a mesa continha muitos pormenores bonitos e deliciosos. A verdade é que raramente venho cá escrever mas tive pena que não ficasse aqui o registo desta festa de amor. Provavelmente o meu amor nunca se irá lembrar desta festa, muito menos que estávamos em plena pandemia. mas uma coisa é certa um dia poderá reviver este dia lindo em texto e fotos. Sou uma madrinha babada, tenho o afilhado mais lindo do mundo, tenho pena de estar longe do meu príncipe mas a vida é mesmo assim, sempre que posso estou com ele e é sem duvida um amor para a vida toda.  A ti meu amor

A chegar ao fim... [Bênção/Queima das Fitas]...

O tempo voou... e o dia já passou... Vou ser muito sincera, a verdade é esta, eu não tinha a intenção de ir à Bênção das Pastas/ Queima das Fitas quase desde o inicio da licenciatura,  não que não gostasse da cerimónia em si, mas porque não via como algo necessário para me dar o dito "canudo" a verdade é esta, mas hoje olho para trás e digo a mim mesma.... "Ainda bem Rita que não ligas-te nenhuma ao teu pensamento e que foste à Benção", foi um dia lindo e ainda estou a tentar digerir o dia 6 de Maio...  Mas a verdade é que houve também um motivo extra [muito forte até] , para dar a confirmação da minha presença neste dia... eu iria usar o traje da minha mãe, precisamente 18 anos depois, da minha querida Mãe ter tirado o curso na mesma escola que eu, tendo-me já a mim com 5 anos e o meu irmão com um mês de vida [ e sim tenho o maior orgulho da minha mãe] ela é simplesmente magnifica e uma lutadora nata, que não desistes dos sonhos e luta até ao fim... Parabéns t

Workshop & Brunch - Às nove (Sofia Castro Fernandes)

Foi na passada Quinta Feira que realizei um desejo antigo... finalmente fui a um brunch/workshop da querida Sofia do blogue "Às nove no meu blogue". Todos os dias quando me levantava ia sempre ao Instagram da Sofia, é certamente uma inspiração diária no amor que coloca em tudo o que faz e principalmente com o que consegue transmitir através das suas fotografias. O sol que emana com as suas doces palavras e que na maioria das vezes são tão assertivas em relação ao que estamos a sentir na altura quando lemos as suas frases/textos de motivação, encorajamento para o dia a dia e para a vida e como queremos seguir o rumo da nossa vida. Vinha de Roma quando vi o post dela a comunicar do ultimo workshop do ano e desta vez e pela primeira vez em sua casa, tive medo que já não houvesse vagas e tive para não mandar mail, mas algo me dizia que ainda iria ter uma boa surpresa e não é que tive?? passado pouco tempo respondeu-me que tinha duas vagas....duas vagas??? como assim??? nad